domingo, 14 de junho de 2015

As famílias de hoje...


“Os tempos mudaram”, dizia uma adolescente para o seu pai.
“Estamos a atravessar uma crise de valores”, refere a sociedade
adulta em pleno século XXI.


Nada se perde e tudo se transforma, já Lavoisier assim o dizia... 

Num mundo em rápida transformação, o que se faz com o tempo, com as tradições, com os valores, o que muda nos contextos e como estamos a lidar com isso? 

Que educação estamos a passar?

Com o crescente número de divórcios, como lidamos com as estruturas familiares alargadas, onde é cada vez mais comum, “mais do que uma família numa família”? 

Como é que interagimos uns com os outros?

A família, considerada como um refúgio, como um porto seguro, como uma garantia de estabilidade, tem sido cada vez mais afectada pelas mudanças sociais, económicas e tecnológicas, que ocorrem ao longo dos tempos.

Apesar de em nada ter perdido a sua importância, o seu vigor, a sua vitalidade, a verdade é que todas as famílias atravessam uma fase de mudança e reconhecê-lo pode abrir-lhe horizontes ilimitados e contribuir para uma evolução positiva.

Conscientes da importância, das dificuldades e exigências das famílias de hoje, desenvolvemos um programa específico, com base nos conceitos da Psicologia Positiva e da Programação NeuroLinguística (PNL), que pretende contribuir para a melhoria dos relacionamentos familiares.

Cada participante está inserido num sistema familiar onde tem um papel e um lugar. 

Nesse sistema, de que forma capta e processa os acontecimentos? 

Qual o impacto em si e nos outros? 

O que leva a agir e a reagir de determinada forma?

Tomar consciência de como é que a nossa mente trabalha é um primeiro passo, descobrir como a podemos tornar mais funcional na nossa vida familiar, é o passo seguinte.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades mas mantenha-se a intencionalidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário